logo_whatsap_transp_red_01.png
Buscar

5 dicas para quem está pensando em comprar computador usado para a empresa

Se você quer renovar ou começar uma nova infraestrutura de computadores para sua empresa, é preciso ter em mente muitos aspectos. Eles devem ser levados em consideração para que não saia no prejuízo. E comprar um computador usado pode ser uma ótima opção.

A cada dia cresce mais a demanda por inovação tecnológica responsável. E, também, por fazer computadores recém-lançados serem substituídos por equipamentos mais novos e mais potentes. O resultado é um computador usado com excelente vida útil parado em alguma prateleira.

No entanto, o computador usado passou a ser uma tendência de investimento para as empresas, já que atendem às necessidades de forma completa e com melhor custo-benefício.

Ainda na dúvida se um computador usado é um bom investimento? Calma, vamos te explicar.

Economia

Com a compra de um computador usado o empresário pode economizar até 70% no valor final da fatura. Além de possuir todos os atrativos de um novo, como processadores potentes, ferramentas de internet, sistemas operacionais eficazes e softwares que atendem às suas necessidades, a única diferença é que já foram utilizados.

Com a compra de um computador usado uma empresa pode duplicar o seu investimento em ativos fixos, assim como atender às necessidades de um número maior de funcionários com relação ao uso do computador empresarial. Além de ser uma ferramenta indispensável, optar por computadores usados é uma decisão que vem sendo tomada por muitas companhias que projetam na economia financeira uma oportunidade para novos negócios.

Veja a seguir as nossas dicas de como comprar computador para sua empresa.

1. Relação custo X Benefício

O custo ainda é o ponto mais importante de toda compra de servidores para empresas. Os computadores empresariais não precisam ser todos iguais, mas sim, se adequar às necessidades de cada funcionário. Portanto, separe a máquina por funções e a adeque para cada uma delas. O profissional que não precisa de muitos softwares, por exemplo, não deve receber um CPU tão potente.

2. Processador

O processador é o maior responsável pelo nível de desempenho de uma máquina. Para o uso profissional é fundamental que a capacidade de processamento atenda às necessidades da empresa.

3. Monitor

Além de contribuir para a produtividade, bons monitores colaboram com a saúde do colaborador, principalmente em assuntos ligados à visão.

4. Disco rígido (HD)

Em informática é um dos critérios mais avaliados, já que nas empresas o armazenamento só tem relevância quando se trabalha com edição de imagens, desenvolvimento de games e produção de vídeos. Mas se o uso se resumir às ferramentas como editores de texto, planilhas, leitura de PDF e envio de e-mails, um espaço mínimo comercializado pode ser o bastante.

5. Memória RAM

A memória RAM dentro de uma CPU armazena temporariamente os recursos executados. Isso dá suporte aos programas que estão abertos e garante um melhor desempenho. Se em seu workstation a ideia é executar programas mais pesados, quanto mais memória RAM a máquina tiver, um melhor resultado será obtido em seus negócios.

Por isso, contar com uma empresa fornecedora de computadores usados de qualidade, com garantia e procedência, faz toda a diferença na hora de fechar o negócio.

Quer saber mais?

Então, aprofunde-se neste assunto com o eBook “Conheça os principais testes feitos em computadores antes da revenda”.

5 visualizações

Informações

Marcas

Artigos

2020 © Copyright | Todos Direitos reservados Microexato | CNPJ: 03.697.421/0001-01