logo_whatsap_transp_red_01.png
Buscar

Bateria viciada: quais são os mitos e verdades sobre ela?

Bateria viciada é um problema que começou a ser muito observado desde o boom de aparelhos como celulares, notebooks, entre outros itens indispensáveis ao uso diário atualmente.

Muitas pessoas acreditam que certos dispositivos não funcionam mais por estarem quebrados completamente, quando, na verdade, há somente a problemática do vício energético.

Porém, o que é exatamente a bateria viciada?

O vício pode ser percebido quando a bateria não possui o mesmo desempenho como na época em que o aparelho era novo. Um dos principais indícios de que a bateria está com problemas é a perda de carga rápida nos smartphones ou computadores portáteis, por exemplo.

Isso diminui as chances de uso dos aparelhos  por muito tempo, gerando, inclusive, alguns desligamentos repentinos.

No artigo abaixo, então, selecionamos os principais mitos e verdades sobre as baterias viciadas, para que você compreenda tudo o que está relacionado a esse problema e as formas de resolvê-lo. Acompanhe!

Qual tipo de bateria tem mais chances de viciar?

Comuns nos aparelhos antigos que possuem certa tecnologia analógica, as baterias de níquel são mais suscetíveis ao vício. Desde o ano de 2017 elas não estão sendo utilizadas na indústria por conta de sua inefetividade.

Atualmente, os dispositivos têm baterias de íons de lítio, resistentes em evitar o vício. Mesmo assim, consumidores ainda reclamam de problemas na energia dos aparelhos atuais.

Esses problemas podem ser decorrentes de outros fatores que estão para além da composição da bateria, como por exemplo, pela forma em que usuários utilizam os aparelhos.

Como identificar uma bateria viciada?

Existem certas evidências que mostram que a sua bateria está viciada. Abaixo, selecionamos as principais:

Descarregamento rápido

O descarregamento rápido da carga é um dos principais fatores de vício, seja nos aparelhos ligados, desligados e fora da tomada.

Aquecimento

Um outro sinal de bateria viciada é quando os dispositivos aquecem rapidamente, originando cheiros e barulhos no momento em que estão ligados, inclusive, sem serem utilizados.

Bateria inchada

A bateria inchada é também uma indicação de vício. O inchamento acontece se os compostos químicos da bateria forem expostos ao oxigênio, o que por consequência gera oxidação no lítio.

Programas

Outra forma de identificar o vício da bateria é por uso de programas que servem para analisar as condições técnicas e apontar a presença ou não de vícios. Algumas aplicações até corrigem os erros, como por exemplo o Repair Battery Life.

Bateria viciada pode ser recuperada?

Sim. O uso do carregamento completo é uma das maneiras mais utilizadas recuperar a bateria.

Este processo funciona da seguinte forma:

1- Inicialmente, desligue seu aparelho e comece a recarregá-lo, deixe tudo conectado até a carga estar completa.

2- Depois, retire da tomada, deixando o dispositivo desligado por cerca de 60 segundos, aproximadamente. Ligue o aparelho e verifique se há 100% de energia recarregada. Se não estiver 100%, repita este processo até realizar a recuperação plena na bateria.

3- Após cerca de quatro ou cinco tentativas, se você não conseguir recuperar a bateria, é sinal de que há carência de células ativas no produto, o que significa a necessidade da compra de uma nova unidade.

Carregadores universais desgastam a bateria?

Depende! Apenas quando um carregador possui corrente mais potente do que o aparelho pode suportar, a bateria tem chances significativas de se viciar.

Seja para recuperar ou evitar os futuros vícios, o melhor é utilizar um carregador original, tendo em vista que as fontes universais apresentam diversas variações de desempenho.

Tomadas de 220v podem gerar vícios?

Não. É um mito pensar que as tomadas apenas por terem 220 volts deixam a bateria viciada. Tudo depende do carregador. Se ele é potente não devem existir riscos, do contrário, a probabilidade do vício é maior.

Vale destacar que a voltagem mais potente não tem relação com o tempo de carregamento. Ou seja, a tomada de 220 volts jamais carrega em velocidade superior do que à de 110 volts e vice-versa.

Deixar o dispositivo carregando a noite compromete a bateria?

Não. Um costume comum das pessoas é deixar o celular conectado na tomada a noite inteira e apenas desconectá-lo no dia seguinte.

Você até pode pensar que este procedimento pode deixar a bateria viciada, só que nos casos dos novos aparelhos não há problema, já que eles encerram o trabalho de carregamento no sistema após atingirem 100% de carga.

Uma das desvantagens é que esta conexão noturna gera mais gastos e aumenta a conta de energia, já que os consumos energéticos não se interrompem até o aparelho ser desconectado da tomada.

Utilizar o notebook ou celular na tomada vicia a bateria?

A bateria viciada pode ser resultado de um mau uso dos aparelhos eletrônicos.


Não. Não existe problemas em usar os aparelhos quando eles estão conectados nas fontes, desde que o carregador seja original ou, pelo menos, tenha o limite máximo de corrente suportável aos computadores portáteis, tablets e smartphones.

Vale a pena ler o manual do aparelho para compreender em até que ponto de porcentagem carregada é possível utilizar seu dispositivo sem deixar sua bateria viciada.

Procura computador, notebook ou servidor para sua pequena empresa?

A Microexato tem computadores, servidores notebooks empresariais usados Dell, HP e IBM ideais para a micro e pequena empresa. Acesse nosso e-commerce destinado ao público corporativo, com milhares de opções em estoque:


A Microexato é o maior fornecedor brasileiro de equipamentos usados de informática com Garantia de 1 ano para a corporação. Todos os produtos anunciados são rigorosamente testados e estão em pleno funcionamento. Estoques permanentes de 10.000 equipamentos com pronta entrega.

139 visualizações

Informações

Marcas

Artigos

2020 © Copyright | Todos Direitos reservados Microexato | CNPJ: 03.697.421/0001-01