logo_whatsap_transp_red_01.png
Buscar

Por que comprar computadores usados para empresa?

Toda empresa precisa de computadores que atendam às suas necessidades, sejam eles novos ou computadores usados. Antes de comprar é preciso saber exatamente o objetivo de uso e qual a real função do equipamento. Assim, fica mais fácil decidir qual o computador de escritório é o melhor para esta demanda.

Por isso, a compra de computadores usados pode ser uma excelente alternativa. O crescente lançamento de modelos novos, com configurações avançadas, faz com que haja uma boa oferta de computadores usados empresariais disponíveis no mercado.

Ao decidir comprar computadores usados para empresa é necessário verificar qual necessidade o equipamento vai atender. Para administrativo (textos, planilhas, leitura de e-mail), com trabalhos sem grandes necessidades de performance, a compra do usado é extremamente benéfica. Para utilizar algum software em específico que a velocidade do computador usado atenda, também compensa comprar um equipamento usado.

O que considerar de comprar um computador usado?

Com o excesso de ofertas de produtos no mercado, alguns itens devem ser considerados na compra de computador usado.

1 – Comprar marcas com know-how em equipamentos empresariais

Na compra de computadores usados é importante procurar por marcas que, historicamente, atendem empresas. Nessa situação, as principais são Dell, HP e Lenovo. Essas corporações já possuem anos de know-how no desenvolvimento e produção de computadores, notebooks, servidores e monitores. Por isso, fazem projetos de equipamentos destinados ao uso em empresas. O resultado são produtos com durabilidade acima da média. Assim, comprar computador usado dessas marcas é garantia de que o investimento perdura.

2 – Comprar linhas de equipamentos corporativos dessas marcas

Na tentativa de ampliar seu market share, essas empresas também desenvolvem produtos destinados ao consumidor final. Ou seja, produtos para uso em casa ou estudo. Por isso, ao comprar computadores usados é essencial buscar as linhas corporativas de Dell, HP e Lenovo. Isso acontece porque esse tipo de equipamento tem foco em estabilidade e robustez no uso de longas horas. Além da durabilidade, acima citada. Para equipamentos Dell, por exemplo, devem ser buscadas as linhas Optiplex (computadores) e Latitude (notebooks).

3 – Economia x Uso no Longo prazo

Ao estudar comprar computadores usados é necessário encontrar um equilíbrio entre a economia buscada e visão de longo prazo. Ou seja, por quanto tempo é esperado que esse equipamento continue atendendo a empresa sem perdas. Em alguns casos, o computador usado pode ser até 70% mais econômico do que um produto novo. Mas, nesse caso, a configuração será mais defasada, como um Core 2 Duo, por exemplo. Para tarefas atuais em escritórios é melhor começar considerando processadores i3. Mas, idealmente, procurar i5 ou i7. Por isso, a média de economia na compra de computadores usados é de 50% sobre um novo, com pouca defasagem de tecnologia.

4 – Garantia de computadores usados

Um ponto que não deve ser negligenciado na compra de computadores usados é a garantia. Pelo Código de Defesa do Consumido não existe distinção entre um computador usado ou novo na hora da compra – seja na questão do tempo de garantia, ou na forma de atendimento. Portanto, o consumidor tem os mesmos direitos que alguém que adquire um produto novo.

Quais os prós e contras de um computador usado?

Pontos positivos de um computador usado:

Funcionalidade: Um computador usado para empresa, universidades, call center geralmente satisfazem os compradores. Com um sistema operacional funcionando sem erros, um computador usado ainda é a melhor opção.

Valores: Um computador usado para empresa, universidade, escola pode atender a todas as necessidades com o máximo desempenho e melhor custo benefício, resultando, em muitos casos, em uma grande economia.

Pontos negativos na compra de um computador usado:

Hardware: O computador usado pode apresentar componentes mais antigos e provavelmente não será a máquina do ano. Entretanto, isso não impacta no funcionamento do equipamento. Profissionais em informática podem fazer atualizações sem danificar a máquina e sem comprometer o orçamento.

Desgastes do tempo: É normal que, com o tempo, ou manuseio diário, o computador apresente marcas e desgastes. Por isso, se não for algo muito evidente, a compra de computador usado pode ser uma alternativa.

E quando uma workstation é a melhor opção?

Primeiro é preciso entender o que é uma Workstation. É um computador com estrutura mais robusta do que uma CPU comum. Além disso, tem capacidade de processamento de cálculos e gráficos mais avançada. São destinados principalmente a usos profissionais específicos, como engenharia, arquitetura, desenho industrial, criação e edição de filmes. Em alguns casos, podem ser usados como um pequeno servidor.

No hardware, sua principal característica é a construção modular, o que permite aumento de configuração – como a inclusão de mais HDs – e mais opções para inclusão de itens adicionais, como placas de áudio ou vídeo offboard. Cada componente da workstation é projetado visando uma expansão dos elementos. As especificações de uma workstation são superiores em relação aos desktops. Além disso, esse tipo de equipamento aparece usualmente no formato torre.

Por isso, contar com uma empresa fornecedora de computadores usados de qualidade, com garantia e procedência, faz toda a diferença na hora de fechar negócio. Afinal, na compra de um produto usado, ter certeza de cada detalhe é muito importante. Mais sobre o assunto com o eBook “Conheça os principais testes feitos em computadores antes da revenda”.

15 visualizações

Informações

Marcas

Artigos

2020 © Copyright | Todos Direitos reservados Microexato | CNPJ: 03.697.421/0001-01